https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/issue/feed RE@D - Revista de Educação a Distância e Elearning 2020-05-26T11:21:50+01:00 Editores RE@D read.lead@uab.pt Open Journal Systems <p>A Revista RE@D - Revista de&nbsp; Educação a Distância e Elearning é uma revista online, de acesso aberto, editada pelo Laboratório de Educação a Distância e Elearning (LE@D), sediado na Universidade Aberta. Tem como objetivo promover o intercâmbio de ideias, pensamento e investigação em torno de domínios considerados vitais para o desenvolvimento da Educação a Distancia, da Educação Aberta e do Elearning.&nbsp;&nbsp;</p> https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/234 Editorial 2020-05-26T11:21:50+01:00 Edméa Santos edmeabaiana@gmail.com António Quintas-Mendes quintasmendes@gmail.com Patrícia Lupion Torres patorres@terra.com.br <p><strong>Educação e Cibercultura: metodologias de pesquisa, curadoria e inovação pedagógica</strong></p> 2020-05-26T08:52:55+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/207 Grupos de pesquisa online na formação de professores-pesquisadores 2020-05-26T09:12:33+01:00 Rosemary Santos Rose Santos rose.brisaerc@gmail.com Edméa Santos edmeabaiana@gmail.com Dilton Ribeiro Couto Junior junnior_2003@yahoo.com.br <p>Grupos de Pesquisas vinculados a programas de pós-graduação são ambiências formativas singulares e singularizantes para a formação de pesquisadores, principalmente no campo da Educação. Estudar junto, conviver e partilhar saberes no contexto de uma pesquisa institucional, participar de orientações coletivas, mobilizar multiletramentos científicos e organizar a difusão científica das pesquisas são apenas algumas das atividades cotidianas dos grupos de pesquisa. Com a advento da cibercultura, grupos de pesquisa vem atuando <em>online</em>, subvertendo limites e constrangimentos dos encontros <em>face to face</em>. Este artigo é fruto de uma pesquisa-formação na cibercultura que através do dispositivo da conversa <em>online</em>, buscou compreender como se instituem grupos de pesquisa <em>online</em> e como estes engendram suas dinâmicas curriculares. O campo de pesquisa aconteceu no contexto de um importante programa de uma universidade pública no Rio de Janeiro, Brasil. Os praticantes da pesquisa foram professores e estudantes que atuavam <em>online</em> com seus grupos de pesquisa. O repertório teórico-metodológico do estudo procurou bricolar a abordagem multirreferencial com as pesquisas com os cotidianos na cibercultura. O estudo constatou que os atos de ensinar e toda criação curricular passam necessariamente pela preocupação com a formação como experiência social, política, acadêmica e afetiva.</p> 2020-05-25T21:21:15+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/175 A construção de comunidades virtuais de aprendizagem na formação de supervisores e líderes pedagógicos 2020-05-26T09:12:34+01:00 Isolina Rosa Oliveira isorosa@gmail.com Branca Miranda Branca.Miranda@uab.pt Carlos Barreira cabarreira@uc.pt <p>A construção de comunidades de aprendizagem profissional constitui uma tentativa de colocar as práticas dos professores no centro dos processos formativos. A formação dessas comunidades pode ser potenciada em ambientes virtuais de aprendizagem quando assentes no trabalho colaborativo e na reflexão sobre as práticas educativas. Neste pressuposto foi desenvolvida uma oficina de formação com professores de duas escolas/agrupamentos de escolas portuguesas com funções de coordenação e liderança pedagógica. Esta ação faz parte de um projeto em desenvolvimento desde 2017 que envolve a colaboração entre escolas e duas universidades visando a promoção do desenvolvimento profissional docente.</p> <p>Este artigo apresenta o processo de construção das comunidades virtuais de aprendizagem, analisa e discute os resultados obtidos através das narrativas e artefactos produzidos pelos participantes, das suas interações nos fóruns virtuais e dos relatórios reflexivos individuais realizados no final da ação. Os resultados evidenciam a construção de novos conhecimentos bem como o refazer de crenças e atitudes sobre o papel da supervisão pedagógica como estratégia para a inovação das escolas e no desenvolvimento profissional docente. Argumenta-se sobre a relevância dessas comunidades como um instrumento poderoso na formação de líderes e supervisores pedagógicos pela possibilidade de desenvolvimento de competências reflexivas, colaborativas, comunicacionais e de liderança.</p> 2020-05-25T21:19:46+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/203 Design Science Research: pesquisa científica atrelada ao design de artefatos 2020-05-26T09:12:35+01:00 Mariano Pimentel pimentel@uniriotec.br Denise Filippo prof.denise.filippo@gmail.com Thiago Marcondes Santos thiago.marcondes@uniriotec.br <p>Na Educação, desenvolvemos artefatos: aulas, recursos didáticos e práticas educacionais. É possível inter-relacionar o desenvolvimento de um artefato com a produção de conhecimento teórico, sendo <em>Design Science Research</em> (DSR) a abordagem que apresentamos neste texto para a realização de pesquisas científicas atreladas ao desenvolvimento de artefatos. Nessa abordagem, objetiva-se projetar uma realidade diferente, modificada por artefatos projetados para resolver problemas em determinados contextos, sendo o conhecimento científico resultado da investigação do uso do artefato numa determinada situação. A DSR é uma abordagem ainda em discussão; neste artigo apresentamos como nosso grupo de pesquisa vem se apropriando de DSR. Em particular, apresentamos o Modelo-DSR em que sintetizamos as principais lições aprendidas por nosso grupo. Para exemplificar o uso do Modelo-DSR, apresentamos a pesquisa sobre os Tapetes Musicais Inteligentes. Consideramos que o Modelo-DSR tem ajudado a tornar as pesquisas de nosso grupo mais rigorosas em termos teórico-epistemológico-metodológico e, assim, mais relevantes em termos científicos. Apresentamos esse modelo por considera-lo um instrumento útil para apoiar outros pesquisadores que desejam pensar-fazer DSR.</p> 2020-05-25T00:00:00+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/205 O método cartográfico na/com a formação na cibercultura 2020-05-26T09:12:37+01:00 Felipe da Silva Ponte de Carvalho felipesilvaponte@gmail.com Fernando Pocahy fernando.pocahy@gmail.com <p>O presente artigo problematiza a formação docente, a partir de experimentações cartográficas, sobretudo em nossa sociedade contemporânea marcada pelo digital em rede, denominada de cibercultura. Para isso, mergulhamos nas ideias de Deleuze, Guattari, Rolnik, Foucault entre outrxs<a href="#_ftn1" name="_ftnref1">[1]</a> e a partir dessas ideias, traçamos articulações cartográficas de metodologizações<a href="#_ftn2" name="_ftnref2">[2]</a> e movimentações ética-estética-políticas com xs estudantes da disciplina de Educação do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ. Como desdobramento dessa experimentação, destacamos que o método cartográfico é um método processual, analítico-crítico, é produzido no ato de pesquisar com o outrx e não sobre o outrx; cartografar é um gesto político, epistemológico, reflexivo e crítico, no qual conduz o/a pesquisador/a tomadas de posição e análises aprofundadas da complexidade de seu tempo.</p> <p>&nbsp;</p> <p><a href="#_ftnref1" name="_ftn1">[1]</a> Pocahy (2019) vem fazendo o uso do sinal «x» como forma de colocar sob rasura noções consagradas e inflexões binárias de gênero.</p> <p>&nbsp;</p> <p><a href="#_ftnref2" name="_ftn2">[2]</a> Estamos utilizando o termo “metodologização” como a ação de pensar-produzir o método no/com o ato de pesquisar.</p> 2020-05-25T21:36:45+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/198 Percursos de autoria em/na rede: o processo de curadoria de conteúdo digital na perspectiva dos ambientes pessoais de aprendizagem 2020-05-26T09:12:38+01:00 Patrícia Scherer Bassani patricia.sbassani@gmail.com Emanuele Biolo Magnus ebmagnus@gmail.com <p>Este trabalho aborda o processo de autoria no contexto educativo, sob a perspectiva da curadoria, articulado aos estudos sobre ambientes pessoais de aprendizagem (do inglês, <em>Personal Learning Environment</em> – PLE), a partir do uso de diferentes interfaces digitais. Exercitar a prática curatorial no contexto educativo envolve o desenvolvimento de atividades em que o sujeito, aluno e/ou professor, se coloca no papel de autor do seu percurso de aprendizagem, que envolve a seleção de conteúdos, a articulação entre os diferentes materiais selecionados, a produção de novos artefatos, seja por meio da criação e/ou recombinação de artefatos já existentes. Este estudo, de natureza aplicada e abordagem qualitativa, apresenta uma proposta de curadoria no contexto educativo a partir de três etapas complementares e inter-relacionadas: curadoria preliminar, significativa e consolidada. Apresentamos o processo de curadoria no contexto de duas dinâmicas formativas desenvolvidas no ensino superior em diferentes contextos: a) formação inicial de professores em Licenciatura em Letras; b) projeto de pesquisa de tendências comportamentais na área de Moda e Design. Resultados apontam que uma abordagem pedagógica baseada na curadoria de conteúdo digital sob a perspectiva do PLE pode contribuir para fomentar processos de autoria e de colaboração.</p> 2020-05-25T21:42:47+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/206 A curadoria de conteúdos digitais, como dispositivo na pesquisa-formação na cibercultura 2020-05-26T09:12:39+01:00 Alexandre Meneses Chagas profamchagas@gmail.com Ronaldo Nunes Linhares nuneslinhares.ronaldo8@gmail.com <p>A temática deste texto aborda as possibilidades pedagógicas da utilização da curadoria de conteúdos digitais na pesquisa-formação na cibercultura, enquanto dispositivo metodológico. Parte do pressuposto de que a curadoria de conteúdo digital se mostra um potente dispositivo de pesquisa na cibercultura, tornando os pesquisadores preparados para uma construção colaborativa e coletiva de práticas. Tem como objetivo sugerir um dispositivo multirreferencial plural e heterogêneo para uso na pesquisa-formação na cibercultura. Optou-se por realizar uma revisão crítica de modelos de curadoria de conteúdo, para ser possível propor um modelo específico a ser utilizado na pesquisa-formação na cibercultura. Como resultado, percebe-se o potencial de ensino/aprendizagem da curadoria de conteúdo digital, ao propiciar uma aprendizagem significativa, ativa, colaborativa e de certa forma plural.</p> 2020-05-25T21:48:45+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/201 Pesquisa Narrativa e Curadoria de Conhecimento na Cultura Digital 2020-05-26T09:12:40+01:00 Nuria Pons Vilardell Camas nuriapons@gmail.com Eduardo Fofonca eduardofofonca@gmail.com Cláudia Coelho Hardagh hardagh@gmail.com <p>Novos artefatos tecnológicos, elementos pedagógicos emergentes e novas práticas&nbsp;educacionais exigem formações de professores diversificadas para que o contexto da cultura digital seja refletido e construído de forma transversal. Para pesquisas na área da educação voltadas à formação de professores, temos traçado caminhos metodológicos que dialogam com as mudanças e inconstâncias da cultura contemporânea. Nossa proposta traz o professor como curador de conhecimentos numa constante busca pela valorização de suas práticas pedagógicas, sobretudo, na problematização de como os artefatos tecnológicos são inseridos nessa prática docente integrada à pesquisa. Sendo assim, para pesquisar o contexto educativo, os artefatos tecnológicos e como as práticas docentes são constituídas, torna-se necessário que o pesquisador adote instrumentos de análise e métodos alinhados à cultura digital, refletida possa transformar o <em>hábitus</em> do professor e, consequentemente, as práticas mediadas pelas tecnologias digitais.</p> 2020-05-25T21:55:35+01:00 ##submission.copyrightStatement## https://rcc.dcet.uab.pt/index.php/lead_read/article/view/190 Desenho e Avaliação de um curso b-learning para Formação de Professores e Educadores sobre Pensamento Computacional, Programação e Robótica 2020-05-26T09:12:42+01:00 Elizabeth Souza bethbatistasouza@gmail.com Lucia Amante luciaamante@gmail.com António Quintas-Mendes quintasmendes@gmail.com <p>Este artigo apresenta o desenho de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) criado no âmbito de uma experiência de formação dirigida a professores e educadores de infância, sobre pensamento computacional, programação e robótica no ensino básico e pré-escolar, bem como a sua avaliação após a formação realizada. Esta formação foi conduzida no âmbito do Projeto KML II - Laboratório de tecnologias e aprendizagem de programação e robótica para pré-escolar e primeiro ciclo do ensino básico (1º CEB). A formação foi desenvolvida em formato <em>blended learning</em>, contemplando sessões presenciais e a distância Os referenciais teóricos que sustentam este trabalho têm a sua origem nos estudos sobre educação a distância (EaD), nomeadamente nos desenvolvimentos proporcionados pela designada 3ª geração de EaD em que a comunicação online veio permitir a emergência de novos cenários pedagógicos dando lugar a novas modalidades de formação quer totalmente online, quer em formato <em>blended learning</em>.&nbsp; O questionário de avaliação da formação procurou ir ao encontro dos pontos-chave que determinaram a organização do curso e teve como objetivos verificar o nível de satisfação e a opinião dos formandos, bem como recolher informações que pudessem contribuir para a conceção de um curso em formato MOOC sobre a temática. O questionário foi desenhado considerando diversas dimensões da .formação mas no presente artigo focamo-nos especialmente nas dimensões relacionadas com a avaliação da formação na sua componente a distância, designadamente no que respeita ao AVA.</p> 2020-05-25T22:04:42+01:00 ##submission.copyrightStatement##