“So medieval like, so gentle, so perfect”: as categorias musicais da banda sonora do videojogo The Elder Scrolls IV: Oblivion

  • Joana Freitas CESEM – FCSH/NOVA
Palavras-chave: videojogos, Oblivion, música, ergodicidade, categorias, tópicos

Resumo

A música para videojogos em espaços online tem-se tornado um alvo de imensa actividade com diversos propósitos por parte de inúmeros/as utilizadores/as. É possível observar a criação de listas de reprodução organizadas por ambientes ou carácter como “épica”, “instrumental” ou “atmosférica”, cruzando uma série de bandas-sonoras de jogos. Neste artigo, é observada a forma como a música é sistematizada e inserida em categorias definidas de acordo com os diversos ambientes propostos no jogo The Elder Scrolls IV: Oblivion ao explorar diversos recursos musicais que são utilizados em função da nomenclatura aplicada a cada faixa, especialmente o ritmo, o timbre, andamento e instrumentação. Examinando os imaginários presentes no jogo, a sua construção e como é que estes são reforçados através da banda sonora que acompanha a narrativa e experiência do/a jogador/a durante a jogabilidade, a banda sonora pode ser considerada um depósito de significados associados às acções, atmosferas e contextos propostos ao/à utilizador/a.

Publicado
2018-03-15
Secção
Artigos